quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Confiram o primeiro capítulo de "Epopéia: A História do Brasil em Quadrinhos"

Durante a nossa pesquisa acabamos encontrando disponível no Youpublisher um dos capítulos da série Epopéia: A História do Brasil em Quadrinhos, produzida pela dupla pernambucana, Quannar Nilson (roteiros) e Rogério Prestes (arte).

A série foi publicada originalmente no formato de fascículos P&B, ganhando uma compilação colorida em 2010. O link abaixo refere-se ao primeiro capítulo da 2ª Edição da série, já na versão colorida, publicada em setembro de 2005. 

Bom deleite.

http://www.youblisher.com/p/200478-Epopeia-a-Historia-do-Brasil-em-quadrinhos-Cap-1/

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

terça-feira, 8 de novembro de 2016

FLIQ divulga a nossa Expo

III Feira de Livros e Quadrinhos de Natal

10 motivos para ir à 6ª FLiQPostado por Oficina da Notícias | 08 de Novembro de 2016

A 6ª FLiQ, evento já tradicional na cidade, está com tudo pronto para começar na próxima quinta-feira (dia 10/11). Entre as diversas atividades como palestras, mesas-redondas, exposições e oficinas, fizemos uma lista com 10 atrações imperdíveis para você acompanhar durante a 6ª Feira de Livros e Quadrinhos de Natal (FLiQ  Natal), que acontece de 10 a 13 de novembro na Cidade da Criança, com entrada gratuita.     
1. Encontro do Rap com o Cordel de Fabio Brazza e Antônio Francisco
O Rap tem muito de Cordel e vice-versa. Pra provar isto, o rapper e poeta paulista Fabio Brazza se encontra no palco com o poeta mossoroense Antônio Francisco e juntos abrem a 6ª FLiQ. Brazza manda muito bem nos improvisos e na sua música engajada, denominada de “Nova Música Popular Brasileira”. O poeta Antonio Francisco emociona a todos com a sua poesia sincera, produzida a partir de suas vivências, alegrias e desencantos. Um momento como este é imperdível!
Quando: Noite de abertura da FLiQ - Dia 10/11 - 20h - Anfiteatro 

2. Affonso Solano, sucesso do Youtube, participa de mesa-redonda
Affonso Solano é o autor da série de livros de fantasia "Espadachim de Carvão", e também é um sucesso da turma nerd com suas participações em canais do Youtube entre eles o "Matando Robôs Gigantes". Solano é o curador da área de literatura de fantasia da Editora Leya, roda o Brasil falando sobre o assunto, arrebanha crianças e adolescentes fãs dos seus livros, e estará em um bate-papo sobre este gênero na noite do sábado.
Quando: Sábado (12/11) - 19h30 - Espaço do Autor

3. A centena de traços de Rodrigo Coelho       
O ilustrador e quadrinista Rogério Coelho ilustrou mais de 100 livros de literatura infanto-juvenil. Além de ilustrar textos de autores renomados, também é autor dos livros "O gato e a árvore", "O barco dos sonhos" e da Graphic Novel Louco-Fuga. Já recebeu vários prêmios e menções pelo seu trabalho, inclusive o Prêmio Jabuti em 2012 (categoria didático e paradidático). E agora, acabou de ser indicado para mais um Prêmio Jabuti, na categoria HQ. Ele vai participar de uma mesa-redonda sobre o seu trabalho junto com as quadrinistas AnaLu Medeiros e Milena Azevedo.     
Quando:  Sábado (dia 12/11) - 18h às 19h
Mesa redonda: Loucuras do Louco, com Rogério Coelho, AnaLu Medeiros e Milena Azevedo 

4. Estórias e poesias para a criançada
A FLiQ é um espaço para toda a família. E não poderia faltar a atividade para os pequenos curtirem e ouvirem muitas estórias. E que tal ouvi-las dos próprios autores? Os escritores Salizete Fernandes, José de Castro e Adriano de Souza vão participar de leituras para crianças dos livros de sua autoria. E o contador de estórias Buihú também vai animar a turminha com suas “malas que contam e cantam estórias”.
Quando: Sábado (dia 12/11)
16h - Leitura para Crianças, com José de Castro, Salizete Freire e Adriano Gomes 
17h - Buihú e as Malas que Contam e Cantam Estórias, com Buihú, Diego Ventura e Demmy Gonzaga


5. Conhecer o exótico universo Arbus ou dos Índios nas HQ's
A 6ª FLiQ terá duas exposições permanentes durante a Feira. O artista urbano Augusto Furtado (Arbus) apresenta seu universo de personagens exóticos vindos das ruas. Além da exposição, ele também fará uma oficina de criação de personagens (veja mais abaixo). Outra exposição é a do quadrinista Beto Potyguara, com "A representação indígena nos quadrinhos brasileiros".
Quando:
De 10 a 13/11 - De 9 às 21h
Exposição “Universo Arbus”, com Augusto Furtado (Arbus)
Exposição “A Representação indígena nos quadrinhos brasileiros”, de Beto Potyguara 

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Confiram a programação geral da VI FLIQ

A programação da VI FEIRA DE LIVROS E QUADRINHOS DE NATAL - FLIQ já está disponível AQUI no site do evento.

Além da nossa presença durante todo o evento, na coordenação da Mostra sobre A Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros, também ficamos responsáveis pela palestra de abertura, que ocorrerá às 9h30m do dia 10/11.

A VI FLIQ estará aberta ao público das 9h às 21h e a entrada será gratuita.

Valorizem e compareçam!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Lançamento de "Indígenas do Alto Vale do Itajaí" - SC

Título: Indígenas do Alto Vale do Itajaí: O Povo Laklãno/Xoleng e a Colonização do Rio Sul
Autores: Catia Dagnoni, Rodrigo Wartha (Roteiros) e Alex Guenther (Arte)


Após alguns meses de planejamento e execução, pela Fundação Cultural de Rio do Sul, a história em quadrinhos (HQ) intitulada de Indígenas do Alto Vale do Itajaí: o povo Laklãnõ/Xokleng e a colonização de Rio do Sul, teve  seu lançamento realizado nesta sexta feira, 13/09/2016, durante a Feira do Livro de Rio do Sul. 

O artista gráfico, Alex Guenther
Rodrigo Wartha e Catia Dagnoni responsáveis pela pesquisa e roteiro da obra

A pesquisa teórica para o projeto foi feita pelos historiadores Catia Dagnoni e Rodrigo Wartha. Eles elaboraram o roteiro em parceria com professores e estudantes da Escola Vanhecú Patté, da Terra Indígena, em Ibirama. A direção de arte e os desenhos ficaram a cargo do ilustrador e quadrinista blumenauense Alex Guenther. A conversa teve a participação também dos professores Lilian Blanck de Oliveira, Osias Paté, Josiane Tchubag, além do aluno Eliton Weitchá e do superintendente da Fundação Cultural, Willian Sieverdt. Os indígenas fizeram também uma apresentação musical na língua materna Xokleng. A publicação, viabilizada pelo Edital Elisabete Anderle, teve uma tiragem de 15.000 revistas que será distribuída gratuitamente entre todos os colégios da cidade de Rio do Sul.


OBS: Não foi a primeira vez que o Alex Guenther abordou a temática indígena, tão pouco a história do povo Xokleng. Em 2010 ele já havia lançado o álbum Xokleng com arte e textos de sua autoria. Para saber mais sobre essa obra clique AQUI e para ver a matéria anterior ao lançamento de Indígenas do Alto Vale do Itajaí: O Povo Laklãno/Xoleng e a Colonização do Rio Sul, clique AQUI.(BP)

Galeria de Fotos:

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

RPTV divulga nossa participação na FLIQ

Educador da RPTV confirmado na programação da próxima FLIQ


Na manhã de hoje foi confirmada a presença do historiador e artista gráfico da RPTV, Beto Potyguara, para a participação da VI Feira de Livros e Quadrinhos de Natal - FLIQ.



O educador foi convidado devido a grande repercussão positiva que a exposição sobre sua curadoria "A Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros" está obtendo na mídia local e especializada. Beto além de estar a disposição para a realização de visitas guiadas e rodas de conversas sobre a exposição durante todo o evento, também irá participar de uma mesa-redonda específica sobre o tema ao lado do professor  Helder Macedo, de Caicó.


A VI FLIQ irá acontecer no período de 10 a 13 de novembro na Cidade da Criança. A entrada é livre.

PUBLICADO ORIGINALMENTE  PELA RPTV - 05.09.2016

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Exposição motiva aula de campo em Comunidade Indígena

Luís Catu - diretor da Escola Indígena

Como já citamos AQUI, anteriormente, no último sábado 27/08, a Escola Municipal Professor Humberto Gama - PHG de Currais Novos esteve realizando uma aula de campo nos municípios de Canguaretama e de Nísia Floresta, para visitar respectivamente, a comunidade indígena do Catu e o Museu Nísia Floresta.

Acima a exposição que motivou a aula de campo do PHG

Essa aula de campo foi motivada pela Mostra “A representação indígena nos quadrinhos brasileiros” que possui a curadoria do funcionário público e cartunista Beto Potyguara – e está exposta na Galeria de Artes Visuais do PHG - e que foi o fio condutor para que estudantes e professores daquela instituição se deslocassem de Currais Novos até a localidade de Catu.


Representação do Toré - dança indígena
 Artesanato potiguara

sábado, 20 de agosto de 2016

RPTV INFORMA registrou a nossa participação na Mostra de Cinema de Campo Grande

A matéria está disponível desde ontem pela RPTV em seu Canal no Youtube e na TV Web.
Esta ação ocorreu no dia 15 de setembro de 2015 e antecedeu o lançamento de nossa exposição pelo Estado Potiguar. 
Apesar de não sermos os protagonistas na matéria, ela tornou-se pessoalmente marcante, pois foi o primeiro registo audiovisual de nossa prática educativa em defesa da utilização das artes gráficas em sala de aula como recurso didático.
Valeu o registro, ainda que tardio.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Mostra sobre "A Representação Indígena nas HQ" é destaque no Jornal Zona Sul


Na manhã da última segunda-feira (25/07), estivemos nas dependências gráficas doJornal A República, onde é rodado o Jornal Zona Sul. Na oportunidade estivemos com o jornalista e editor responsável pelo mesmo, Edson Benigno Cesar Jr, que nos entregou alguns exemplares da edição de junho, onde pela segunda vez consecutiva, uma exposição realizada pela RPTV no Museu Nísia Floresta dentro das ações do Projeto Escola no Museu foi publicada nas páginas deste periódico.


Agradecemos à todos que fazem o Jornal Zona Sul pelo espaço e ficamos na torcida que este seja apenas o início de uma longa e frutífera parceria.

A primeira matéria foi sobre a Exposição "Monica no RN" e pode ser conferida AQUI.

POSTAGEM PUBLICADA ORIGINALMENTE NO BLOG DA RPTV.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Secretaria da Educação e da Cultura do RN divulga nossa ação em Currais Novos

RPTV inaugura galeria de artes visuais em Currais Novos

SEEC/ASSECOM18 jul 2016 23:36
RPTV
A galeria de arte reúne a produção de artistas locais
No ultimo dia 02 de julho, a Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural do Rio Grande do Norte (RPTV) inaugurou a Galeria de Artes Visuais PHG no município de Currais Novos, na região do Seridó do Estado.

A galeria é um espaço para a exposição de obras individuais e coletivas voltado para ações de formação e difusão das artes visuais no ambiente escolar. As atividades deverão ser desenvolvidas a partir do currículo escolar com a condição de virarem temas para produções audiovisuais da RPTV.

O espaço teve sua estreia com a exposição "A Representação Indígna nos Quadrinhos Brasileiros", de Beto Potyguara. Essa experiência deverá se estender aos demais Polos da RPTV no estado. O circuito itinerante está sob a curadoria do historiador e artista Beto Potyguara, educador da Rede Estadual de Educação.  

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Escola P.H.G. inaugura sua Galeria de Artes Visuais com Mostra sobre a Representação Indígena nos Gibis.

 
Identidade visual definitiva do espaço

No dia 1º de julho, houve a inauguração da Galeria de Artes Visuais da E. M. Prof. Humberto Gama - PHG, que em sua estreia está com a exposição itinerante sobre A REPRESENTAÇÃO INDÍGENA NOS QUADRINHOS BRASILEIROS, que conta com a curadoria do Cartunista e Historiador, Beto Potyguara. A exposição permanecerá aberta ao público até o mês de agosto.
A Coordenadora do NEADTEC, Maria Aldeiza (primeira a direita) abre a solenidade de inauguração.

Na oportunidade se fizeram presentes a representante da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN - Maria Aldeíza, a Secretaria Municipal de Educação de Currais Novos, Maria Aparecida de Medeiros. a diretora em exercício da 9ª DIRED - Edna Pontes e diretora da Escola Municipal Humberto Gama - Roseane Rangel.



Devemos salientar que a ausência do coordenador estadual da Rede Potiguar de Televisão - Raimundo Melo e da coordenadora da ONG CECOP - Talita Barbosa, deveu-se a um mal estar que acometeu Raimundo, na manhã daquele dia - ficando Talita como sua acompanhante durante os procedimentos médicos. Fato notificado e lamentado por todos os presentes que reconheceram a sua importância como idealizador e fomentador da criação deste espaço.

Convite do evento

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Visitas Orientadas Movimentam MUSEU NÍSIA FLORESTA

A imagem pode conter: 6 pessoas
Página curtida · 26 de maio de 2016Editado 

As visitas orientadas com escolas públicas e particulares tem movimentado o Museu Nísia Floresta neste mês de maio. Na manhã desta quarta-feira (25.05) foi a vez dos alunos do Colégio Maria Auxiliadora localizado em Natal, RN.

Participaram da visita 60 alunos que foram recebidos com as boas vindas do colaborador do Museu e capoeirista Marcones Tavares que integra o grupo de capoeira CECAPO de Nísia Floresta.

Após a visita guiada, os alunos conheceram ainda a exposição que está em cartaz no Museu: “Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros”, criada pelo artista gráfico e historiador Beto Potyguara.

Os índios nos Gibis: estereótipos, preconceitos e novos olhares!


Foi lançada no último dia 17 de maio (terça-feira), dentro da Programação Nacional da Semana dos Museus em Nísia Floresta, a Exposição itinerante sobre A REPRESENTAÇÃO INDÍGENA NOS QUADRINHOS BRASILEIROS, que conta com a curadoria do Cartunista e Historiador, Beto Potyguara. A exposição permanecerá aberta ao público até 7 de junho.

O material faz parte do acervo do Núcleo de Museologia Social da Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural (RPTV) – um projeto da iniciativa da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) e da ONG Centro de Documentação e Comunicação Popular (CECOP) – e que já vem percorrendo vários municípios do Estado desde 2015.

Recentemente, entre abril e maio deste ano, ela já esteve no Centro Cultural e Biblioteca Escolar da Zona Norte de Natal, e, agora, desembarca para uma curta estadia no Museu Nísia Floresta.

 Raimundo Melo fez as honras, em nome do Museu e da RPTV, na abertura da Exposição que contou com uma belíssima performance  do Trio Mopebú.

A abertura do evento foi abrilhantada com a apresentação do Trio Mopebú do Munícipio de S. José de Mipibú, que na oportunidade fizeram releituras de músicas contemporâneas em versões instrumentais.

A Mostra vem contribuir para a discussão acerca de como os indígenas vem sendo perpetuados no imaginário popular por meio dos gibis e de outras mídias. E contempla cerca de 40 títulos, entre tirinhas, histórias em quadrinhos (HQs) e material produzido exclusivamente para a internet, onde há a predominância de estereótipos, muitos dos quais pejorativos, que reforçam a discriminação e o preconceito existentes na sociedade.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Visitas Orientadas Movimentam Museu Nísia Floresta

A imagem pode conter: 6 pessoas
Página curtida · 26 de maio de 2016Editado 
As visitas orientadas com escolas públicas e particulares tem movimentado o Museu Nísia Floresta neste mês de maio. Na manhã desta quarta-feira (25.05) foi a vez dos alunos do Colégio Maria Auxiliadora localizado em Natal, RN. 

Participaram da visita 60 alunos que foram recebidos com as boas vindas do colaborador do Museu e capoeirista Marcones Tavares que integra o grupo de capoeira CECAPO de Nísia Floresta.

Após a visita guiada, os alunos conheceram ainda a exposição que está em cartaz no Museu: “Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros”, criada pelo artista gráfico e historiador Beto Potyguara.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NA PÁGINA OFICIAL DO MUSEU NÍSIA FLORESTA

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Exposição de Quadrinhos no MUSEU NÍSIA FLORESTA

A imagem pode conter: 14 pessoas, pessoas sorrindo, área interna
Página curtida · 24 de maio de 2016Editado 
 
A Exposição “A Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros” foi aberta ao público no Museu Nísia Floresta durante a 14ª Semana Nacional de Museus. 

O trabalho que ficará exposto à visitação até o dia 07 de junho de 2016 é resultado de um trabalho de pesquisa e curadoria do artista gráfico e historiador Beto Potyguara. 

O objetivo da exposição é realizar uma retrospectiva histórica de como os povos originários do Brasil foram retratados ao longo do tempo por diferentes artistas gráficos. 

Para a diretora do Museu Nísia Floresta, Talita Barbosa, a exposição tem possibilitado o acesso do público do museu aos bens culturais e particularmente a diversidade e qualidade da produção brasileira de histórias em quadrinhos. 

Raimundo Melo, coordenador estadual da RPTV – Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural, destaca ainda o papel que a exposição tem desempenhado na formação de educadores e alunos das escolas públicas, quanto ao respeito, a diversidade cultural do país e a discussão da contribuição dos nativos na formação do Brasil enquanto nação.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Alunos de Monte Alegre visitam MUSEU NÍSIA FLORESTA

A imagem pode conter: 25 pessoas, pessoas sorrindo
Página curtida · 23 de maio de 2016Editado 
 
Dentro da programação da 14ª Semana Nacional de Museus que acontece no período de 16 a 22 de maio de 2016, alunos da Escola Municipal Aloizio Lamartine do município de Monte Alegre, conheceram o Museu Nísia Floresta.

Esta é a segunda vez que alunos da escola se deslocam até o Museu para conhecer a história da vida e obra da ilustre feminista e escritora Nísia Floresta.

Durante a programação os alunos assistiram e participaram da apresentação do grupo de capoeira CECAPO, assistiram vídeos sobre algumas práticas culturais do município de Nísia e visitaram a exposição “Representação Indígena nos Quadrinhos Brasileiros” sob a curadoria do historiador e desenhista Beto Potyguara.

domingo, 15 de maio de 2016

Papo Panini - Lançamento Papa-Capim: Noite Branca


Disponibilizado em 13 de maio de 2016
O Papo Panini  entrevista Marcela Godoy e Renato Guedes na tarde de autógrafos de Papa-Capim: Noite Branca, o mais novo lançamento da Panini e do selo Graphic MSP.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Exposição Motiva Visitas e Roda de Conversa

A imagem pode conter: 16 pessoas
Página curtida · 27 de abril de 2016 
Nesse mês de abril, período que se comemora o dia dedicado aos nativos brasileiros, o Centro Cultural e Biblioteca da Zona Norte de Natal realiza atividades culturais em torno da exposição “A Representação Indígena nas Histórias em Quadrinhos”.

Visita orientada de alunos de escolas públicas e roda de conversa tendo como convidado o pesquisador e curador da Mostra Beto Potyguara são algumas das ações realizadas na Zona Norte.

A exposição e demais atividades acontecem como desdobramento de uma parceria entre a Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural, o Museu Nísia Floresta e a Biblioteca da Zona Norte.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NA PÁGINA OFICIAL DO MUSEU NÍSIA FLORESTA E DA RPTV